Coppolla massacra MBL e diz que POSTURA INFANTIL do movimento em querer impeachment do presidente fez o grupo perder força nas ruas





O comentarista político da TV CNN Brasil Caio Coppolla, é um jornalista que tem defendido as medidas tomadas pelo presidente Bolsonaro, nesse período de Coronavírus.

Coppolla acredita que o isolamento total, defendido pela esquerda, e governadores como João Dória (PSDB-SP), Witzel, Rio de Janeiro (PSC), e Eduardo Leite do Rio Grande do Sul (PSDB), só tem a prejudicar os cidadãos trabalhadores do país. Bastante cirúrgico nos comentários, Caio também critica algumas ações extremadas por parte de grupos políticos, como é o caso do (MBL).





Ocorre que o apresentador postou em seu Twitter, uma ironia em desfavor do Movimento Brasil Livre (MBL), por querer dioturnamente desgastar a imagem do presidente Bolsonaro, nas redes sociais.

Para Caio Coppolla, o MBL, não é mais o mesmo movimento de 2013 por exemplo. O grupo composto por alguns jovens com Kim Kataguiri, Arthur do Val e Fernando Holiday, vem perdendo força desde que acreditou que tinha o monopólio das ruas.

"O MBL vem perdendo força desde que passou a acreditar que tinha o monopólio das ruas e manifestações. Mas agora estão perdendo a relevância por adotar uma postura infantil; impeachment a todo custo mesmo com a destruição do país, oposição mimada e judicialização de churrasco".

Após seus  ácidos comentários contra o grupo mencionado (MBL), Coppolla recebeu inúmeros elogios na rede social.






Compartilhe e alcance mais pessoas:

Siga-nos no Twitter:



Fechados com Bolsonaro! 🇧🇷🤝
Grupo Público · 9.049 membros
Participar do grupo