Lewandowski do STF autoriza publicação dos laudos de Bolsonaro e isenta Glenn e a quebra de sigilo telefônico de Adélio Bispo






O Supremo Tribunal Federal STF, até parece que está agindo como o 4° poder Executivo no país. Como disse o jornalista José Roberto Guzzo, o presidente Bolsonaro o verdadeiro chefe do executivo brasileiro, sequer pode governar devido as várias ações contrárias da suprema corte contra o presidente.

Ocorre que o ministro Ricardo Lewandowski, nomeado para o STF por Lula, atendendo pedido da mulher Marisa, amiga da mãe do ministro, acaba de autorizar plena publicidade dos laudos dos testes de vírus chinês realizados pelo presidente da República.






Este é o mesmo STF que autorizou a quebra do sigilo da reunião do Conselho de Ministros.


Mas é também o mesmo STF que impede a quebra do sigilo telefônico dos advogados do bandido que tentou matar Bolsonaro, o que permitiria identificar quem paga sua defesa.


E é o mesmo STF que blindou o americano Glenn Greenwald, do site sujo The Intercept, que insulta o presidente Bolsonaro quase todos os dias.

O Supremo deveria rever através dos ministros um novo rumo para o Brasil, ao invés de ficar  a serviço da causa que tenta criminalizar todos os que lutam pela mudança.





Compartilhe e alcance mais pessoas:

Siga-nos no Twitter:



Fechados com Bolsonaro! 🇧🇷🤝
Grupo Público · 9.049 membros
Participar do grupo