Ives Gandra diz que EXÉRCITO É O SUPERPODER e o único que pode barrar os desmandos do Supremo Tribunal Federal é o nosso poder Moderador






Depois dos vários desmandos do Supremo Tribunal Federal, na pele de alguns de seus magistrados como é o caso de Celso de Mello, que mandou através de medida coercitiva, buscar os generais e ministros do governo Bolsonaro "debaixo de vara", para depoimento.

E como se não bastasse, Mello, também descaradamente, mandou que apreendesse o celular do presidente Bolsonaro, situação que mereceu resposta imediata do presidente, dizendo que não entregaria de nenhuma forma seu aparelho telefônico.





O STF tem investigado e julgado ao mesmo tempo. Proibiu o delegado da Polícia Federal Ramagem que fosse empossado como diretor-geral, entre outras ações contrárias a corte.

E o que dizer das atitudes do ministro Alexandre de Moraes, sobre as apreensões dos equipamentos eletrônicos dos influenciadores do presidente Bolsonaro? 

Dessa forma, o jurista Modesto Carvalhosa conclui que o Supremo, tem agido como inimigo número 1 da nação brasileira. Entretanto, Carvalhosa condena pontualmente a direção dada pelo também jurista Ives Gandra Martins.





Todos sabem que Ives Gandra Martins, é hoje uma das mentes mais brilhantes no cenário jurídico brasileiro.

Ele ajudou na construção da nossa Carta Magna, a saber, a Constituição Federal de 1988, onde também ensina até os dias de hoje sobre Leis Constitucionais etc...

Ives Gandra diz que, não por opinião mas, por ser parte na elaboração dos textos que o Poder Moderador, está presente na CF justamente para evitar desgastes entre as instituições.

Assim, o renomado jurista Ives Gandra, afirma ainda que esse princípio se faz necessário para contenção do SUPERPODER adquirido por qualquer das instituições.

Porém, Gandra, percebeu que, o Judiciário tem seguido a torpeza. Caso se mantenha na direção, quem poderá conter o inevitável?





As instituições entrarão em crise. Quem controlará a guinada do Supremo Tribunal Federal e do judiciário nesse momento?
Ao que indica, está imbuído do temido "Superpoder"?

Carvalhosa entende que o poder Moderador está instinto de nossa atual Constituição Federal. De fato. Esse poder pertencia aos imperadores Dom Pedro I no Império, bem como na CF de 1824. Hoje não! Então de onde virá esse suprepoder?

Veja o pensamento Gandra, sobre tal poder:


Para Gandra, o Exército, em suma, é o verdadeiro "Superpoder" da nação. Afinal, quem pode vencê-lo? No entanto, não assume o comando da Pátria justamente em respeito à democracia e a vontade popular, todos, sociedade, instituições e exército, sendo gerenciados pela Constituição, cada um no devido lugar.


Compartilhe e alcance mais pessoas:

Siga-nos no Twitter:



Fechados com Bolsonaro! 🇧🇷🤝
Grupo Público · 9.049 membros
Participar do grupo