Gilmar Mendes associa militares no MS a genocídio e Mourão devolve com bala na agulha | confira





O vice-presidente, general Hamilton Mourão, cobrou um pedido de desculpas do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, pelo fato de o ministro ter associado a participação dos militares no Ministério da Saúde a um “genocídio”.
Mourão afirmou que caso Gilmar tenha “grandeza moral”, ele deve se retratar.




“Com certeza, se ele tiver grandeza moral, tem que se retratar. Eu vi o cidadão Gilmar Mendes fazer uma crítica totalmente fora de propósito, ao comparar o que ocorre no Brasil com um genocídio”, disse o vice-presidente.
E prosseguiu:
“Genocídio foi cometido por Stálin contra as minorias russas, foi cometido por Hitler contra os judeus, foi cometido na África, em Ruanda, por Saddam Hussein contra os curdos. O ministro exagerou demais no que ele falou.”


Compartilhe e alcance mais pessoas:

Siga-nos no Twitter:



Fechados com Bolsonaro! 🇧🇷🤝
Grupo Público · 9.049 membros
Participar do grupo