Ministro do STF fala pra jornalista que Celso de Mello estaria POSSUÍDO em comandar inquérito que investiga suposta interferência ou não de Bolsonaro na PF






O portal Conexão Política, publicou matéria um tanto quanto curiosa. Segundo a narrativa do site citado, é que  o colunista da Revista Época Guilherme Amado, teria dito que o  ministro do Supremo Tribunal Federal STF, Celso de Mello, responsável por comandar o inquérito que investiga a suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal, teria sido taxado por um adjetivo ‘fora do comum’ por um colega do próprio STF. 

Outro ministro do STF, teria dito que o decano estaria possuído, quando se tratava das investigações do inquérito sobre a interferência, ou não do presidente Bolsonaro na PF.





Ainda sim, Amado teria dito que o adjetivo teria sido usado pela maneira como o decano Celso de Mello, vem atuando na condução do caso já mencionado. Sinistro não?!

Amado disse também, segundo Conexão, que foi um ministro da suprema corte que teria dito em off. Ou no anonimato. Diante dessa afirmativa, de que "Mello está possuído". O que podemos esperar de uma pessoa possuída.






Compartilhe e alcance mais pessoas:

Siga-nos no Twitter:



Fechados com Bolsonaro! 🇧🇷🤝
Grupo Público · 9.049 membros
Participar do grupo