TRF-4, Porto Alegre, SEPULTA em 8 minutos outra chicana do ex-presidiário Lula da Silva no caso do sítio de Atibaia






Lula foi condenado como corrupto pela Justiça Federal do Paraná, com sentença confirmada pelo TRF4. Só está fora da cadeia porque é amigo dos ministros do STF, que o protegem.

O Tribunal Regional Federal da 4a Região (TRF-4) negou nesta quarta-feira um pedido apresentado pela defesa do ex-presidiário Lula para que delações da Odebrecht no caso do sítio de Atibaia fossem anuladas. Os desembargadores rejeitaram o recurso por unanimidade, em sessão que durou oito minutos nesta tarde.






No pedido, o advogado do ex-presidente, Cristiano Zanin Martins, argumentou que a empresa paga salários aos 77 delatores ligados ao grupo, e que uma planilha da empreiteira prova que os delatores passaram a receber o dinheiro depois que aderiram às narrativas defendidas pela força-tarefa da Lava Jato, informa a jornalista Bela Megale, do Globo.

Zanin chegou a apresentar uma questão de ordem solicitando que o julgamento de hoje fosse suspenso até que o mandado de segurança sobre a atuação do FBI junto aos procuradores da Lava Jato fosse julgado, mas o pedido também foi rejeitado pelo TRF-4. O advogado do ex-presidente pretende recorrer da decisão.

Políbio Braga


Compartilhe e alcance mais pessoas:

Siga-nos no Twitter:



Fechados com Bolsonaro! 🇧🇷🤝
Grupo Público · 9.049 membros
Participar do grupo