Justiça DERRETE MBL por afastamento do delegado da Polícia Federal Rolando Alexandre mantendo-o no cargo





O coordenador do Movimento Brasil Livre MBL, Rubens Gatti, teve  pedido negado sobre afastamento do  delegado geral da Polícia Federal PF Rolando Alexandre do cargo, segundo informa o portal O Alerta.

A ação foi negada pela oitava Vara Federal Cível do Distrito Federal ontem segunda-feira (18.mai.2020).





Na decisão, o juiz Francisco Alexandre Ribeiro apontou não ter vislumbrado desvio de finalidade na indicação feita por parte do presidente da República, Jair Bolsonaro, que tem a prerrogativa para tal.

Para o juiz, aceitar essa tese "levaria à desarrazoada eternização da lide, com a colocação sob suspeição de todo e qualquer delegado que viesse a ser nomeado pelo presidente da República, entendimento que findaria por nulificar a respectiva competência legal de nomear o diretor geral da Polícia Federal de sua confiança e que, por via de consequência, certamente implicaria uma incursão jurisdicional indevida na seara competencial do Poder Executivo."

.


Compartilhe e alcance mais pessoas:

Siga-nos no Twitter:



Fechados com Bolsonaro! 🇧🇷🤝
Grupo Público · 9.049 membros
Participar do grupo