Moro declara para Revista Veja que Adélio Bispo pode ter agido com participação de outras pessoas | sinistro







O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, declarou hoje em entrevista para o site da Revista Veja que há ainda a possibilidade de que o garçom Adélio Bispo  não agiu sozinho no atentado ao presidente Bolsonaro em setembro de 2018 por ocasião da Campanha Presidencial na foi eleito.
"Existe uma forte suspeita de que o Adélio tenha agido a mando de outra pessoa. A Polícia Federal fez a investigação [...].
 Pende porém, para o final da investigação um pedido de exame do aparelho celular de um advogado do Adélio. A polícia buscou esse acesso, e isso foi obstado pelas Cortes de Justiça, e ainda não há uma decisão definitiva", disse o ex-juiz




Para o ex-ministro,  Adélio Bispo pode ter agido a mando de outras pessoas, disse Sérgio a Veja.
Agora que está fora do governo é fácil falar. Mas quando era o ministro da Justiça, pouco fez para ajudar a desvendar o caso, ( né isso seu ex-ministro?).
Ele botou a culpa na Justiça, que não quis quebrar o sigilo telefônico de um advogado que representa Adélio Bispo.
No entanto, poderia ter feito mais pressão para encontrar o mandante do atentado, mas se omitiu. Uma vergonha…

Ocorre que já existe protocolo de requerimento para que o ex deputado psolista Jean Wyllys preste esclarecimentos sobre o caso. Vamos aguardar. Tudo isso reforça que Bispo agiu a mando se alguém


Compartilhe e alcance mais pessoas:

Siga-nos no Twitter:



Fechados com Bolsonaro! 🇧🇷🤝
Grupo Público · 9.049 membros
Participar do grupo